Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!

Da feira do animal do continente

 

Está a decorrer esta feira. Já estive a visualizar  o folheto, que tem muitas coisas interessantes, mas o que eu queria mesmo, era o arranhador que está, não no folheto da feira, mas no  geral na última página!

queroestearranhador.jpg

Imaginem o meu rapazito amarelo às riscas com uma coisa destas! Bem, mas para já, não se vende no continente onde trabalho. O preço parece-me não estar mau. Não sei bem o tamanho disto mas parece big. Enfim... vou pensar. Vou consultar o principal interessado!|

"Mamã, vamos!? Os outros meninos já lá estão"!

riscashjanela.jpg

Quando vejo o meu gato assim á janela de pé, a olhar fixamente para a rua penso, se ele seria mais feliz se o leva-se à rua. Parece um menino a pedir à mãe para ir ao parque, porque está a ver que os amiguinhos  já lá estão. Mas a rua tem tantos perigos e ele fica desnorteado. Uma vez levei-o e ele queria entrar para outra porta que não era a dele. E os gatos , como o Riscas habituados a estar em casa, não saberiam se defender na rua, podia ser atropelado,  mal tratado, entrar em brigas com outros gatos, apanhar parasitas.

 

Andei a pesquisar e há várias opiniões, e a que me pareceu mais acertada, é que apesar de os gatos prezarem muito a liberdade, o gato adora ficar em casa ao lado do dono, principalmente quando este lhe dá atenção e carinho. Os gatos são curiosos e ficam doidos quando vêem algum insecto ou passarinho, e andam felizes da vida a correr atrás. O Riscas é assim. Mas depois quando o deixo ir à varanda, qualquer coisa o assusta e o faz regressar para dentro de casa.

 

Então, creio que o mais correto, é fazermos com que eles gostem de estar em casa. Ter sempre a papinha e a águinha frescas. Arranjar brinquedos, brincar com eles, dar-lhe mimos, deixá-lo ficar á janela a observar a rua, mas mantê-lo dentro de casa.

 

Pág. 1/3