Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!


Se não me encontrarem por aqui, é porque estou ali ao lado

Entrevista

A minha entrevista como autora de livros, incluindo "Quero um gatinho amarelo", na revista "livros e Leituras".

 

Quem é?

Sou Anabela Ramalho Neves.

Sou esposa, mãe e trabalhadora. Concluí, com êxito, o ensino secundário na área de Humanidades e, alguns anos mais tarde, fiz um curso profissional de Contabilidade e Gestão. Decidida a tornar-me autossuficiente, segui cedo pelo mercado de trabalho, num percurso tudo menos uniforme. Sempre instigada pela ânsia de realização profissional e pessoal, dei por mim como operadora de caixa de supermercado. Não foi esta a profissão que escolhi, nem é a que mais me satisfaz financeiramente. No entanto, aprendi a gostar do que faço! E observo as pessoas à minha volta com uma atenção muito peculiar. Quando não estou a trabalhar, e o orçamento me permite, gosto de fazer programas dirigidos ao meu filho: passeios, cinema, parques, jardins, piqueniques...

Por reconhecer a importância da leitura desde tenra idade, procuro, sempre que possível, ler histórias infantis com o meu filho. O meu último livro “Quero um gatinho amarelo” é dedicado ao meu filho e também a todas as crianças que gostam de animais de estimação e aos seus familiares que lhe incutem este valor.

 

 

Como e quando começou a interessar-se por literatura? 

Desde os tempos de liceu que gostou muito de escrever. Em finais dos anos 80, tinha até um caderno onde anotava acontecimentos pessoais, uma espécie de diário. Também gostava de ler. Gostei de ler aqueles livros que eram obrigatórios na minha época escola, como por exemplo os Maias, Amor de perdição, os Contos de Eça… Também gostava daqueles livros onde havia um mistério que era desvendado normalmente por jovens ou adolescente, tais como Os inquéritos de Nancy ,  Uma aventura…

 

Por que motivo resolveu escrever livros?

Devido ao gosto pela escrita e a um trabalho monótono de operadora de caixa. Comecei a registar num blog as experiências que vivia com os clientes na linha de caixas. Situações muitas vezes caricatas. Era também uma forma de desabafar. Foi através do blog “A Lupa de Alguém” que surgiram os meus dois primeiros livros.

Recentemente, surgiu o meu 3º livro. Este livro é uma história para crianças, onde o protagonista principal é o meu filho, mas podia ser qualquer outro menino. Ele começou a pedir-nos um gato de prenda de aniversario em setembro, mas nós, os pais, estávamos completamente contra. Ele foi de uma insistência tão grande e de um desejo tão puro que,  pelo Natal, ele recebeu o seu tão desejado gato. Toda a história é muito simples e pura, acho que as crianças vão gostar.

 

Qual foi a obra que mais gostou de escrever e porquê?

Gostei de todos, claro. Mas o primeiro foi o que até agora, mais impacto teve, levou-me a conhecer estúdios de televisão e a a ser entrevistada para jornais de televisivos em horário nobre. Conheci todo um universo que antes desconhecia.

 

Em que é que se inspira para escrever um livro?

Descobri que todos os meus livros têm uma característica em comum: São histórias reais! Não uso palavras bonitas, metáforas, nem cenários imaginários com personagens de vilões  e heróis. Por isso, penso que posso dizer que me inspiro na realidade.

 

Se não fosse escritor, o que gostava de ser? 

Apenas sou autora. Não me considero escritora, talvez seja uma aspirante a escritora

 

Quais são seus autores preferidos? 

Eu não sou grande conhecedora de literatura. Gosto de autores nacionais: Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães, Fernando Pessoa, Eça de Queiroz. Também gosto de autores estrageiros, recordo apenas dois que li seus livros e gostei: Nicholas Sparks e James Bowen .

Que conselho daria a alguém que deseje vir a ser escritor?

Mesmo não sendo escritora, penso que o importante para o ser é ter um dom, depois, é trabalhar para isso, e não desistir. Quando se faz, por gosto, o resta vem por acréscimo. 

 

Para quando um novo projeto editorial?

De momento, não tenho nada em mente. Este último acabou de chegar. Ainda estou a ver como corre a até onde vai.

Agora que já conhece a revista Livros & Leituras, que opinião tem deste projeto editorial sem fins lucrativos?

É muito bom existir um site assim, onde todas as novidades sobre autores, livros e eventos relacionados estão sempre actualizados. Uma revista que aproxima o leitor de tudo o que está acontecer nesta arte. Aqui, podemos ver a capa, o resumo do livro, saber dados sobre o autor e até conhecê-lo melhor na secção das entrevistas.

Desejo que o sucesso continue para a revista “Livros & Leituras”. Parabéns a todos o que deste projeto fazem parte, pelo excelente trabalho que desenvolvem.

 

O blog que deu origem aos primeiros livros:

http://a-lupa-de-alguem.blogs.sapo.pt/

O facebokk do novo livro:

https://www.facebook.com/Queroumgatinhoamarelo.livro