Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!

Riscas, o gatinho amarelo

O Riscas chegou à nossa casa a 08-12-2012, fruto de um pedido que o PP (menino que ia fazer 7 anos - na altura) fez aos pais. É uma aventura ter um gato num apartamento. Queremos que o Riscas seja saudável e feliz!


Se não me encontrarem por aqui, é porque estou ali ao lado

O Riscas por vezes é mauzinho...

Riscasbipolar.jpg

Quem nos segue, talvez ainda se recorde, de uma característica do Riscas: atacar a dona de vez em quando!

A maior parte das vezes era nas pernas, mas também chegou a ser nos braços e até nas costas. Atacava-me de surpresa. Por vezes antes de o fazer, olhava-me fixamente.

Entretanto com a chegada do Rafael em 2017, ele parou de o fazer. Até me disseram, que o que ele fazia era o que os gatos faziam na brincadeira uns com os outros!

Durante este período de convivência com o seu amigo, raramente me atacou, talvez o tenha feita uma vez nas pernas, nada mais. No entanto, um dia destes, de manhã quando me levantei fui ligar a maquina do café, na minha habitual rotina, enquanto a máquina aquece vou ao telemóvel. Enquanto eu mexia no telemóvel, ele atacou , só que desta vez num olho, foi horrível. Podia me ter cegado. Atingiu-me como exemplifico na imagem. Fiquei triste. Aquilo doeu.

Pior de tudo é perder a confiança. Não deixei de gostar dele, mas a verdade é que agora sinto medo . Sei que não faz por mal, tanto é que ao serão vem me mimar e é meigo, mas sei lá eu quando se vai passar e dar-lhe para isto, de novo!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.